Estrada

O ciclismo de estrada consiste numa competição ao longo de um percurso delimitado numa cidade, cuja distância dependerá somente da prova em si. É bastante popular ne Europa, sendo os maiores adeptos: Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Itália, Países Baixos e Suíça.

As provas de um dia vão de 60km a 280km, sendo algumas delas a ParisRoubaix, Milão-Sanremo e Liège-Bastogne-Liège. São classificadas com base na chegada da última volta, no número de voltas completas ou no número de pontos obtidos nos sprints intermediários.

As provas individuais cronometradas consistem num percurso entre 15km e 80km, cujo vencedor é o que a completar em menos tempo. Cada um dos participantes começa á vez, não sendo permitida a formação de pelotões ou de aproveitamento do vácuo. É ainda obrigatório de estar separado por pelo menos 2 metros em relação ao ciclista de lado.

As provas cronometradas por equipa estendem-se até os 100km e, ao invés das provas individuais, os participantes partem todos ao mesmo tempo.

medium_2347589183

As provas por etapas duram dois dias e consistem em várias provas consecutivas, sendo o vencedor aquele que acumular menos tempo. As provas mais famosas deste tipo são o Tour de France, Giro d’Italia e a Vuelta a España.

A ultra maratona consiste em provada de uma só etapa, cobrindo distâncias muito longas e durando vários dias. A prova mais conhecida é o Race Across America (RAAM), uma corrida que percorre os EUA, prolongando-se até 3000 milhas numa semana.

Os próprios ciclistas podem ser divididos em categorias:

medium_7282190142

· Escalador: especialista em subidas de montanhas

· Contrarelogista: especialista em provas individuais cronometradas

· Velocista: capaz de atingir grandes velocidades

· Domestique: não se importando com o seu próprio empenho, faz os possíveis para ajudar a equipa

· Passista: capaz de manter um ritmo prolongado durante várias horas

 

As equipas normalmente são patrocinadas comercialmente, adoptando o nome do patrocinador. O tamanho da equipa pode ir de 3 a 12 ciclistas, discutindo previamente quem tem mais chances de ganhar.

Alguns dos factores que influenciam as escolhas são o relevo, traçado, prova, possibilidade de chegada, etc.

O director da equipa acompanha num carro próprio, servindo como estrategista, comunicando através de rádios, sugerindo alterações necessárias ao longo da prova. Contudo, alguns dizem que esta táctica tem diminuído a emoção das provas, pois o ciclista sabe logo o que fazer através do seu estrategista.

Para qualquer uma das provas descritas, é fundamental ter um alto nível de treino prévio. Não é porque sabe andar de bicicleta que está automaticamente apto a estas provas. O nível de resistência tem de ser astronómico, tem de ter bastante força nas pernas para aguentar pedalar durante dias. Mesmo podendo beber água pelo caminho, a resistência é fundamental, assim como pura determinação. Além disso, se não compete em equipa, só piora as coisas.

Se é apaixonado por este desporto e gostaria de levar a sua prática mais além, recomenda-se que aborde um treinador e dedique todo o tempo possível aos treinos.

Ainda leva muito mais do que julga, mas, se é a sua paixão, isso dar-lhe-á forças para continuar.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *